Tratamento de efluentes industriais

Cumpra com a legislação ambiental e otimize os custos do tratamento de efluentes industriais

Pelo fato da água fazer parte de muitos processos industriais, é natural que as indústrias produzam efluentes. Para as empresas, esse é um desafio, porque os efluentes precisam ser tratados antes de serem descartados no esgoto ou em um corpo de água natural. Para a descarga de efluentes de forma segura no esgoto, os operadores precisam garantir que seus funcionários e toda a estação de tratamento de água não sejam prejudicados por ela. Para cumprir a legislação, o tratamento deve ser mais completo se o efluente for descarregado no meio ambiente.

Nossa oferta

Uma maneira clara de otimizar o tratamento das águas industriais é reutilizar os efluentes para outros processos. Se a água não puder mais ser reutilizada, existem vários processos de tratamento, como aeração ou precipitação, que podem ser otimizados com relação à energia e aos produtos químicos utilizados. Outro tópico é o tratamento de lodo. O objetivo aqui é reduzir a quantidade de lodo para minimizar os custos de descarte ou produzir biogás em um digestor.

  • Reuso da água

  • Tratamento biológico

  • Tratamento de lodo

  • Processos anaeróbicos

Saiba mais sobre tratamento de efluentes industriais

Tratamento de efluentes industriais ©Endress+Hauser
Filtração por membrana ©Endress+Hauser
Tratamento de efluentes biológicos ©Endress+Hauser
Desidratação de lodo ©Endress+Hauser
Digestão de lodo ©Endress+Hauser

Processos de tratamento de efluentes industriais

Filtração por membrana

Reuso da efluentes

A reutilização ou reciclagem de águas residuais oferece o duplo benefício de reduzir a ingestão de água e minimizar os custos de descarga de efluentes. Porém, para que os efluentes sejam usados novamente com segurança como água industrial, eles precisam ser tratados de acordo com o uso futuro. Isso inclui vários processos, como processos de flotação, sedimentação e filtragem. Para evitar danos aos filtros, a pressão é um dos parâmetros mais importantes, juntamente com a qualidade e o fluxo de entrada.

Controle de aeração

Tratamento biológico

O tratamento biológico de efluentes é especialmente útil para efluentes com uma alta carga orgânica. Diversos parâmetros, como conteúdo de amônia, nitrato e oxigênio, são fundamentais para o tratamento biológico. A Endress+Hauser possui uma ampla gama de analisadores e sensores baseados em diferentes princípios e técnicas de medição, por exemplo colorimetria, ótica ou amperometria. Também oferecemos uma solução de automação que pode ajudar a reduzir a energia gasta em aeração em até 30%.

Tratamento de lodo

Tratamento de lodo

Para minimizar os custos do descarte de lodo, a quantidade de lodo é reduzida por espessamento ou até desidratação. A eficiência de ambos os processos depende do comportamento de assentamento do lodo. Muitas vezes são adicionados condicionadores de lodo (polímeros, cal). Um controle de dosagem proporcional ao fluxo é o primeiro passo para otimizar o consumo de produtos químicos. Uma estratégia mais avançada é medir os sólidos em suspensão no lodo com base em sólidos em suspensão ou medições de densidade e ajustar a dosagem de produtos químicos de acordo.

Digestão de lodo

Digestão anaeróbica

A digestão anaeróbica é um processo eficiente de pré-tratamento de efluentes com uma alta carga de DQO, típica para as indústrias alimentícia ou de papel e celulose. A parte principal da carga orgânica é convertida em biogás. A saída deve então ser alimentada com um tratamento biológico como descrito acima antes da descarga. Um controle de processo básico, por exemplo, medições da carga de entrada, nível, temperatura, pH /ORP e produção de biogás é necessário para monitorar o processo com precisão e otimizá-lo.

Navegue pelo nosso portfólio!

Benefícios

Graças a mais de 60 anos de experiência que adquirimos trabalhando em conjunto com nossos clientes no setor de água e efluentes, desenvolvemos um amplo portfólio de tecnologias de medição, soluções de automação e ofertas de serviços que atendem aos desafios de nossos clientes. Entendemos os desafios específicos de otimizar custos, por um lado, e garantir a qualidade dos efluentes em conformidade com as leis ambientais.


  • 30%

    dos custos de energia gastos com aeração podem ser economizados controlando a aeração com mais precisão

  • 20%

    potencial economia de custos em produtos químicos condicionadores para tratamento de lodo

  • 250.000

    sensores instalados ao redor do mundo