Tente buscar por palavras-chaves, código de pedido ou produto ou número de série, por exemplo, "CM442" ou "informações técnicas"
Insira pelo menos 2 caracteres para iniciar a busca.
  • Histórico

Um olhar para o futuro do Biogás

Por décadas, os cientistas vêm nos alertando sobre as mudanças climáticas que estão ocorrendo.

No entanto, foi apenas em 2015 que 196 países finalmente adotaram um tratado internacional sobre as mudanças climáticas. A acordo de Paris, é uma tentativa de limitar o aquecimento global para abaixo de 2 °C, de preferência a 1,5 °C, em comparação com os níveis pré-industriais no final do século.

Para cumprir essa meta, o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC)  afirma que um corte em 45% nas emissões globais de gases de efeito estufa é necessário até 2030.

Agora estamos ficando sem tempo. Em agosto de 2020, ultrapassamos um dos muitos pontos de inflexão contra os quais fomos alertados. Acredita-se que o derretimento da camada de gelo da Groenlândia atingiu um ponto sem volta, o que significa que qualquer coisa que façamos a partir de agora para mitigar a mudança climática não deterá o degelo completamente. O nível degelo corresponde às previsões do pior cenário possível delineadas pelo IPCC.

Temos menos de uma década para mudar esse 1% para 45% para evitar que alcancemos outros pontos de inflexão. Isso significa que todos os países e indústrias devem cortar as emissões de GEE imediatamente, cobrindo todos os setores e aproveitando todas as tecnologias e conhecimentos.

Nós humanos geramos direta ou indiretamente mais de 105 bilhões de toneladas de resíduos orgânicos globalmente a cada ano, todos os quais liberam metano e outras emissões de GEE extremamente prejudiciais, diretamente na atmosfera à medida que se decompõem. Esses resíduos orgânicos incluem resíduos orgânicos provindos de alimentos, esgotos, resíduos de processamento de alimentos e bebidas, e resíduos agrícolas.

Tratando e reciclando todos os outros resíduos orgânicos inevitáveis por meio da digestão anaeróbica, uma tecnologia pronta para uso, podemos evitar essas emissões de metano e gerar biogás, biofertilizantes, bio-CO2 e outros bioprodutos valiosos. Simplificando, podemos transformar um problema de gerenciamento de resíduos em um recurso.

CONTINUAR A LEITURA

Biogas plant ©iStockphoto/Strandperle