A Endress+Hauser confia em seu bom posicionamento

O Grupo aumentou o número de pedidos, vendas, lucros e o número de efetivos no ano financeiro de 2019

A Endress+Hauser mostrou um bom desempenho em todos os campos de atividade, setores industriais e regiões em 2019. O Grupo criou centenas de novos trabalhos, investiu quantidades recordes e melhorou a área de sustentabilidade. De acordo com o CEO Matthias Altendorf, a empresa familiar está, portanto, em uma posição forte para enfrentar os desafios da crise causada pelo Coronavírus.

“2019 foi um bom ano para a Endress+Hauser,” enfatizou Matthias Altendorf. “O crescimento foi amplo e equilibrado.” A especialista em tecnologia de medição e de automação para aplicações de processo e de laboratório aumentou as vendas líquidas em 8,0% para 2,652 bilhões de euros, a despeito do enfraquecimento da economia. Durante a conferência de mídia anual sobre declarações financeiras na Basiléia, o CEO explicou que ao invés de pedidos de grande volume, esse crescimento foi impulsionado por projetos de pequeno e médio portes.

Foco em inovação e sustentabilidade

De acordo com o CEO, esse sucesso também está associado ao constante espírito inovador da empresa. Em 2019, a Endress+Hauser deu entrada em 318 pedidos de patentes e investiu 7,6% das vendas em pesquisa e desenvolvimento. Mais de 1.100 pessoas estão trabalhando em novos produtos, soluções e serviços. Até o fim de 2019, a Endress+Hauser tinha mais de 14.328 funcionários no mundo todo. 400 novos trabalhos foram criados em um ano.

A empresa também evoluiu na área de sustentabilidade. Na auditoria anual EcoVadis, a Endress+Hauser conseguiu 72 pontos, 4 mais do que em 2018, colocando-a entre os principais 2% de empresas do grupo de comparação. Ao fazer a mudança para eletricidade verde na produção, o Grupo conseguiu reduzir emissões de CO2 em mais de um terço. Novos prédios atendem os mais altos padrões ambientais. Atualmente, a Endress+Hauser está construindo um novo centro de energia autossuficiente para experiência e treinamento de clientes no Canadá.

Os EUA ainda são o maior mercado; China superou a Alemanha

Em 2019, a Ásia promoveu fortes impulsos de crescimento. A Europa desempenhou bem e a América do Sul registrou um crescimento excelente. A América do Norte ficou abaixo das expectativas enquanto os negócios na África e no Oriente Médio caíram. A China superou a Alemanha com base em volumes de vendas e veio logo atrás dos EUA, o qual continua sendo o maior mercado de vendas da Endress+Hauser. De acordo com o Diretor Executivo, Dr. Luc Schultheiss, as empresas do Grupo conseguiram ganhar participação no mercado.

A mudança no ambiente de mercado se refletiu no lucro operacional (EBIT) de 343,4 milhões de euros, um aumento de 3,9%. O lucro antes de impostos (EBT) aumentou em 9,9% para 346,9 milhões de euros. Por trás disso, há uma melhora significativa no resultado financeiro líquido comparado a 2018. Embora a cobertura cambial tenha continuado a implicar em altos custos, o ambiente positivo do mercado de ações permitiu que os investimentos financeiros gerassem retornos sólidos em 2019. O retorno sobre as vendas (ROS) subiu 0,2 pontos para 13,1%.

Um forte suporte financeiro apesar dos altos investimentos

O lucro líquido subiu 14,3%, para 265,9 milhões de euros. Isso reflete uma taxa tributária efetiva mais baixa de 23,4%, resultantes do efeito único das reformas fiscais corporativas na Suíça. A proporção de equidade atingiu um percentual impressionante de 75,6%, um aumento de 4,6 pontos percentuais comparado a 2018. Dentre outras coisas, esse desenvolvimento foi influenciado pela transferência das obrigações de benefícios de aposentadoria alemães para um fundo separado.

Apesar dos investimentos mundiais de 231,1 milhões de euros, o Grupo está praticamente livre de empréstimos bancários. Nos últimos cinco anos, a empresa investiu mais de 840 milhões de euros em novos prédios, fábricas e maquinários. De acordo com o CFO Luc Schultheiss, a Endress+Hauser desfruta de bom suporte de liquidez de cerca de 800 milhões de euros, graças à uma política de dividendos prudente e anos de empenho em melhoria contínua. “Isso nos ajudará a fazer um bom trabalho no gerenciamento da situação econômica atual,” comentou o CFO.

A intimidade digital compensa a distância física

A Endress+Hauser começou 2020 com um aumento no número de pedidos recebidos. Entretanto, a pandemia do Coronavírus torna extremamente difícil atingir os objetivos originais. “Embora ainda não seja possível prever os impactos econômicos da crise, é certo que nós e nossos clientes sentiremos os efeitos,” comentou o CEO Matthias Altendorf. O Grupo respondeu rápido à disseminação do vírus e usou todos os meios de que dispunha para proteger a saúde das pessoas e a continuar a oferecer suporte sólido para os clientes.

“Compensamos a distância física através da proximidade digital e emocional,” disse Matthias Altendorf. O CEO tem conduzido a digitalização na Endress+Hauser por anos – nas áreas de produto e de serviços, assim como na interação com o cliente e na colaboração interna. Em períodos de pico, até 10.000 funcionários estão trabalhando de suas casas no momento. Os clientes podem usar o site para encomendar instrumentos ou rastrear pedidos e uma ferramenta online permite o suporte remoto assistido por vídeo.

O objetivo do Grupo é proteger os postos de trabalho

“Nossos heróis de todos os dias estão trabalhando na produção, logística e serviço ou em condições mais desafiadoras, de suas casas ou no escritório,” disse Matthias Altendorf. Através do trabalho duro, a empresa tem tido êxito em garantir a disponibilidade dos materiais, mantendo as cadeias de logística intactas e apoiando os clientes em todos os aspectos. “As fábricas do Grupo estão trabalhando e a Endress+Hauser ainda consegue fornecer.” Com isso, o CEO acredita que a empresa esteja bem preparada para momentos difíceis.

“Sempre realizamos um trabalho estável e como empresa, estamos muito bem posicionados,” disse Matthias Altendorf. “Faremos todo o possível para proteger os postos de trabalho e fazer com que a Endress+Hauser passe por essa crise. Isso beneficiará os clientes, funcionários e acionistas.” A família acionista apoia essa linha de ação e aceita uma redução nos lucros, disse o Presidente do Conselho Fiscal, Dr. Klaus Endress. “Queremos ter o maior número de pessoas possível conosco quando a situação mudar e as coisas começarem a melhorar novamente.”

Gravação da Conferência de Mídia Anual 2020 - Parte 1: Apresentação de Martin Raab.

Gravação da Conferência de Mídia Anual 2020 - Parte 2: Matthias Altendorf.

Gravação da Conferência de Mídia Anual 2020 - Parte 3: Luc Schultheiss.

Gravação da Conferência de Mídia Anual 2020 - Parte 4: Dr. Klaus Endress.

Gravação da Conferência de Mídia Anual 2020 - Parte 5: Sessão de perguntas e respostas.

A Endress+Hauser mostrou um bom desempenho em todos os campos de atividade, setores industriais e regiões em 2019. ©Endress+Hauser

Em 2019, o crescimento foi amplo e equilibrado para a Endress+Hauser. A digitalização da indústria forneceu um impulso adicional.

A Endress+Hauser produz nas principais regiões econômicas do mundo, como aqui nos EUA. ©Endress+Hauser

A Endress+Hauser produz nas principais regiões econômicas do mundo, como aqui nos EUA.

Fábrica de produtos químicos Endress+Hauser ©Endress+Hauser

Os EUA são o maior mercado de vendas para a Endress+Hauser, seguido da China e da Alemanha.

Endress+Hauser Netilion. ©Endress+Hauser

A Endress+Hauser está acelerando a digitalização da produção industrial. O ecossistema baseado em nuvem IIoT Netilion forma a base para os novos serviços digitais.

Laboratório de automação com sensor Endress+Hauser ©Endress+Hauser

A inovação é uma grande impulsionadora do crescimento para a Endress+Hauser. Em 2019, 7,6% das vendas foram para pesquisa e desenvolvimento.

O desafio da água Endress+Hauser. ©Endress+Hauser

Com o Desafio da Água Endress+Hauser, uma iniciativa de caridade global, o Grupo tem como meta melhorar o acesso à água potável no mundo todo.

Educação Endress+Hauser. ©Endress+Hauser

A Endress+Hauser treina uma grande parte de seus profissionais qualificados internamente. Nos EUA, por exemplo, um programa ajuda jovens engenheiros a começar suas carreiras.

A sede da Endress+Hauser em Reinach, Suíça. ©Endress+Hauser

A sede do Grupo Endress+Hauser em Reinach, Suíça.

Klaus Endress e Matthias Altendorf. ©Endress+Hauser

Dr. Klaus Endress (esquerda), Presidente do Conselho de Supervisão e Matthias Altendorf, CEO do grupo Endress+Hauser.

Matthias Altendorf, CEO do Grupo Endress+Hauser. ©Endress+Hauser

Matthias Altendorf, CEO do Grupo Endress+Hauser.

Dr. h.c. Klaus Endress. ©Endress+Hauser

Dr. Klaus Endress, Presidente do Conselho de Supervisão do Grupo Endress+Hauser.

Luc Schultheiss, Diretor Financeiro ©Endress+Hauser

Dr. Luc Schultheiss, Diretor Financeiro do Grupo Endress+Hauser.

Contato